• Confederação Internacional

    da Sociedade São Vicente de Paulo

    30 milhões de pobres no mundo ajudados

  • Confederação Internacional

    da Sociedade São Vicente de Paulo

    "Eu gostaria de envolver o mundo em uma rede de caridade"

Voltar à lista

A SSVP na África do Sul : 160 anos de serviço vicentino junto aos desfavorecidos.

04 Janeiro 2017 Notícias dos Conselhos Aniversários

A SSVP na África do Sul : 160 anos de serviço vicentino junto aos desfavorecidos.

Se a Sociedade de São Vicente de Paulo criada no século 19 em Paris conheceu um desenvolvimento rápido pelo mundo, foi certamente graças à juventude de seus membros fundadores que levou a inspiração vicentina para além dos oceanos.

Foi assim que a Sociedade sul-africana foi criada por um jovem escocês de 20 anos (a mesma idade que Frédéric Ozanam tinha quando ele fundou a SSVP em Paris em 1833). Nascido em Edimburgo em 1836, Alexander Wilmot deixa a Escócia em 1853 para desembarcar em Cape Town, que era naquela época ainda uma colônia britânica. Wilmot é um vicentino convicto e profundamente impregnado pela obra de Frédéric Ozanam. Desejando prosseguir seu engajamento iniciado no seio da SSVP em seu país natal, ele obtém a autorização do Monsenhor Griffith (primeiro Bispo de Cape Town) de formar uma Conferência de São Vicente de Paulo na Catedral Sainte Marie, no dia 17 de novembro de 1856. Desde então, a Sociedade se desenvolve em função das mutações profissionais de Wilmot, que trabalha para o governo britânico : uma segunda conferência é criada em Port Elizabeth, depois uma terceira em Grahamtown em 1859. 160 anos mais tarde, a SSVP conta com 247 Conferências congregando mais de 2.500 membros e voluntários.

O coração da ação da SSVP na África so Sul é desde sempre a visita em domicílio e a ajuda aos pobres. Uma ajuda que se divide em projetos visando as populações vulneráveis : crianças e estudantes desfavorecidos, idosos, sem-tetos, jovens mães isoladas... Concretamente, os projetos se realizam sob formas variadas : lojas solidárias, sopas populares, lares de acolhimento, bolsas estudantis... e como em todos os lugares do mundo, a Sociedade é financiada pelas doações e pelas coletas de fundos.

Ativa junto aos pobres, a SSVP sul-africana é ativa também ao nível da Estrutura Internacional. Ela participa do Comitê Executivo Internacional há dois anos e foi a orgnizadora de duas grandes reuniões panafricanas (All Africa Assembly em 1996 e 2015). Ela também esteve presente no Conselho Geral por intermédio de três coordenadores Internacionais sul-africanos bem como um Vice-Presidente Territorial.

As celebrações do 160º aniversário ocorreram no sábado dia 3 e no domingo dia 4 de dezembro de 2016 em Capetown. O Conselho Geral Internacional estava representado por Joseph Makwinja (2º Vice-Presidente Geral Delegado) que declarou: “Os anos passados foram frutíferos  em diversos aspectos, e certamente houveram caminhos que foram talvez um pouco difíceis de percorrer, mas apesar dos obstáculos estranhos que surgem ao longo do caminho, vocês podem se orgulhar de permanecer verdadeiramente fiéis aos sonhos de nossos fundadores, Frédéric Ozanam e seus companheiros. A Sociedade na África do Sul continua a crescer e a servir aos menos favorecidos em todo o país. Que a Sociedade de São Vicente de Paulo continue no coração do serviço junto aos pobres da África do Sul, das mulheres e dos homens, de todos os indivíduos em necessidade.”

Ele também agradeceu calorosamente o Presidente Nacional que deixava o cargo, Clement Venter, por seu trabalho no seio da sociedade. Seu sucessor, Peter Keshwar assumirá suas funções no Conselho Nacional dentro de algumas semanas.