• Confederação Internacional

    da Sociedade São Vicente de Paulo

    30 milhões de pobres no mundo ajudados

  • Confederação Internacional

    da Sociedade São Vicente de Paulo

    "Eu gostaria de envolver o mundo em uma rede de caridade"

Voltar à lista

SSVP Itália : balanço seis meses após o tremor de terra

22 Março 2017 Notícias dos Conselhos Aide et développement

SSVP Itália : balanço seis meses após o tremor de terra

No dia 24 de agosto passado, um tremor de terra de 6.2 na escala Richter atingiu a cidade de Amatrice, situada no centro da Itália, fazendo mais de 290 vítimas e 400 feridos. Mais de seis meses após a catástrofe, e em seguida à primeira ajuda de urgência enviada pela CIAD (5000 €), o Presidente Nacional do Conselho da Itália, Antonio Gianfico, nos participou das ações implementadas e das dificuldades e desafios que eles devem enfrentar no local 

“Graças à ajuda de urgência enviada pelo Conselho Geral Internacional através da CIAD (Comissão Internacional para a Ajuda e o Desenvolvimento), nós levamos um apoio material ao hospital Aquila, completamente destruído. Nós levamos ajuda às famílias mais afetadas através de ajuda alimentícia de emergência e realojamos famílias sem-teto. Nós apoiamos as famílias que tinham micro-empresas, a fim de que elas pudessem relançar suas produções e suas atividades econômicas. Nós participamos da reconstrução de granjas (fazendas)” conta ele, apontando o dedo para as dificuldades em implementar políticas de prevenção de catástrofes naturais no seio do país: “vários meses após o tremor de terra do mês de agosto, e apesar das numerosas respostas de emergência, poucas medidas de prevenção são tomadas para lutar contra as catástrofes naturais no longo prazo”. 

Paralelamente à ajuda da CIAD, o Conselho Nacional Italiano lançou um chamado de doações  voltado para o grande público em outubro passado que permitiu arrecadar mais de 140.000 €. Graças a esta soma, a SSVP forneceu caravanas aos habitantes que perderam suas casas, esperando a implementação de projetos de reconstrução. 

Em parceria com a diocese de Rieti, cidade situada a 80 km no nordeste de Roma e a 60 km de Amatrice, a SSVP alugou contâiners a fim de transportar os alimentos até as zonas atingidas pelo tremor de terra. Antonio Gianfico afirma sua vontade de criar e consolidar parcerias no local: “nós queremos reforçar as parcerias com o maior número de organizações locais e internacionais possíveis, a fim de sermos complementares nas nossas ações e de melhorar a eficácia da ajuda no local” explica ele. 

Nos próximos meses, a SSVP tem o projeto de construir um centro social em Grisciano, cidade situada à 15 km no norte de Amatrice, a fim de oferecer aos habitantes que perderam tudo um local de reconforto para se reunir, trocar e projetar o futuro mais serenamente, todos juntos. Para que este projeto possa tomar corpo, o Conselho Nacional tem necessidade do apoio moral e financeiro e faz um chamado à comunidade mundial vicentina.

Para fazer uma doação : http://www.sanvincenzoitalia.it/archivio/rinnoviamo-lappello-terremoto-centro-italia-aggiorniamo-quanto-si-sta/ 

Para mais informações sobre o Conselho Nacional da Itália : http://www.sanvincenzoitalia.it/