• Confederação Internacional

    da Sociedade São Vicente de Paulo

    30 milhões de pobres no mundo ajudados

  • Confederação Internacional

    da Sociedade São Vicente de Paulo

    "Eu gostaria de envolver o mundo em uma rede de caridade"

A formação dos Vicentinos

formation

Com aproximadamente 800.000 membros trabalhando pelos desfavorecidos pelo mundo, a Sociedade de São Vicente de Paulo faz parte das ONGS mais representadas internacionalmente. Sua unidade de Base, a “Conferência” reúne de 10 a 15 pessoas e gerencia ações de maneira autônoma, como parte de uma caridade de proximidade. Na escala mundial, este conjunto de conferências, conselhos locais, regionais, nacionais, forma uma grande rede de caridade, assim como a idealizou um dos principais fundadores: o Bem-aventurado Frédéric Ozanam. O Conselho Geral Internacional coordena esta rede mundial e apoia os projetos dos voluntários, particularmente através das ações de formação.

Por quê formar?

Como muitas outras associações, a Sociedade de São Vicente de Paulo consagra tempo à formação de seus voluntários antes de lhes enviar para o terreno de ação

  • Etre formé pour mieux aider : Les Vincentiens vont vers les personnes dans le besoin dans le cadre d’une relation personnelle et durable. Ils visitent ces personnes à leur domicile, et sont donc invités à entrer dans leur vie et dans leur intimité. Cela ne peut se faire sans une formation préalable. Le bénévole doit également savoir identifier les problèmes des personnes aidées, afin de pouvoir y répondre plus efficacement.
  • Former des dirigeants : Les cadres de la Société (coordinateurs, présidents de conférences, de conseils etc…) sont des bénévoles qui ont également la charge d’une équipe.  Ces dirigeants doivent être formés afin d’encadrer efficacement les membres et savoir mobiliser les ressources de chacun pour les mettre au service des pauvres. La mission du CGI consiste à former les cadres qui assureront ensuite la transmission des savoirs selon le principe de la formation en cascade.
  • Agir dans l’esprit vincentien : Tous les membres doivent connaitre l’Histoire de la Société dans laquelle ils servent, la doctrine sociale de l’Eglise, les Encycliques, l’ethos vincentien pour engager leur action et leur foi dans une démarche spirituelle commune.
  • Ser formado para ajudar melhor: Os Vicentinos vão até as pessoas em necessidade, estabelecendo uma relação pessoal e durável. Eles visitam estas pessoas em seus domicílios, e são  convidadas a entrar em suas vidas e em suas  intimidades. Isto não pode ser feito sem uma formação prévia. O voluntário deve também saber identificar os problemas das pessoas ajudadas, a fim de poder responder a eles mais eficazmente.
  • Formar dirigentes: As lideranças da Sociedade (coordenadores, presidentes de conferências, de conselhos, etc...) são voluntários que também estão no comando de uma equipe. Estes dirigentes devem ser formados a fim de conduzir eficientemente os membros e saber mobilizar os recursos de cada um para colocá-los em serviço dos pobres. A missão do CGI consiste em formar profissionais  que assegurarão a transmissão de saberes segundo o princípio de formação em cascata.
  • Agir segundo o espírito vicentino: Todos os membros devem conhecer a História da Sociedade na qual eles servem, a doutrina social da Igreja, as Encíclicas, o ethos vicentino para engajar sua ação e sua fé em uma tarefa espiritual comum.

O Conselho Geral e a formação

No início da SSVP, Frédéric Ozanam e seus companheiros foram preparados pela Irmã Rosalie Rendu para a visita no domicílio dos pobres do bairro Moufettard. Se tratava dos primeiros atos de formação da Sociedade recentemente criada.

Em 2010, desde que assumiu sua função, o Presidente Geral Internacional Dr. Michael Thio fixou a formação como prioridade para os 5 anos seguintes, integrando esta nos dois principais objetivos de seu Plano Estratégico (link). Desde 2010, o CGI e o Vice-presidente Geral Brian O'Reilly em particular, gerenciam ações de formação em escala regional e internacional destinadas aos presidentes nacionais e coordenadas pela Comissão Formação que tem como membros:

  • Marie Françoise Salesian-Payet (Vice-Presidente Internacional para a formação)
  • Pe Mathieu Bréjon de la Vergnée
  • Pe. Charles Mercier
  • Eduardo Marquez Almeida

A Comissão é gerenciada no cotidiano por Anne Winterberger (coordenadora)

Na iniciativa da Comissão Formação, uma reflexão de fundo foi trazida sobre os conteúdos dos programas, para discutir sobre uma formação universal que pudesse ser utilizada em todos os lugares do mundo onde a Sociedade está presente. Sob a direção do Conselho Geral, a Comissão trabalha também na concepção de recursos pedagógicos a fim de colocá-los  à disposição dos membros da SSVP. Seu objetivo é de garantir a transmissão de uma cultura comum, fundada sobre a visão dos fundadores e na missão a ser cumprida no seio da Sociedade.